Para o tratamento da hiperidrose, a toxina botulínica é um dos métodos mais eficazes, pois, ao ser injetada nos músculos certos, impede que o sistema nervoso estimule a produção das glândulas sudoríparas, responsáveis por produzir suor nas axilas, plantas dos pés e palmas das mãos. A toxina botulínica também  é bastante indicada para o rejuvenescimento do colo e pescoço.

Apesar de eficaz, os resultados desse tratamento são temporários. Para manter essa doença controlada, o recomendável é realizar aplicações da substância uma vez por ano, pelo menos. Quanto mais essas glândulas forem coibidas de produzir suor, menos irão produzir e as sessões de aplicação serão menos frequentes.