A tendência dos médicos de cuidarem de suas pacientes “como um todo” foi um dos temas abordados na 18ª edição anual do International Master Course on Aging Science (IMCAS), realizada em Paris, na França, entre os dias 28 e 31 de janeiro. Segundo a dermatologista Paula Chicralla, que participou do congresso, entre os assuntos mais falados estavam os procedimentos genitais, tanto estéticos quanto para melhorar algumas disfunções. Por isso, seguindo a tendência mundial, novas tecnologias e novidades nessa área serão oferecidas na clínica este ano.

“As mulheres buscam cada vez mais tratamentos íntimos, como escurecimento das áreas genitais, flacidez pós-parto ou pela idade, falta de libido, incontinência urinária, desconforto no ato sexual, etc. A nova tendência mundial é tratar esta mulher como um todo”, explicou Paula Chicralla.

No congresso, foram abordadas diversas tecnologias à laser que tratam a flacidez vaginal de modo minimamente invasivo. Atuam remodelando o colágeno e restaurando o tecido vaginal. Ao contrário de cirurgias reconstrutoras, elas podem apertar o tecido sem incisões ou anestesia. O tratamento é feito em 30 minutos no consultório. Dada sua natureza não-cirúrgica, as pacientes têm restrições mínimas e rápido tempo de recuperação.